Centro de Excelência para a Redução da Oferta de Drogas Ilícitas

Impacto da covid-19 no tráfico de drogas é tema de evento internacional promovido pelo CdE

O impacto da pandemia da COVID-19 no tráfico de drogas no Brasil e suas possíveis consequências foram debatidos nesta terça e quarta-feira (2 e 3) durante webinário internacional promovido pelo Centro de Excelência para a Redução da Oferta de Drogas Ilícitas (CdE), em parceria com a Assessoria Especial Internacional do Ministério da Justiça e Segurança Pública (ASSINT/MJSP), o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e a Delegação da União Europeia no Brasil.

Voltado aos profissionais de segurança pública, o evento fez parte da série “Diálogos Internacionais sobre Justiça e Segurança Pública” e teve mais de 300 inscrições.

Na abertura do webinário, a diretora de operações do UNODC em Viena, Miwa Kato, explicou a importância do diálogo e a execução eficiente no uso das informações compartilhadas. “A identificação das dificuldades é indispensável na construção de políticas públicas. O intercâmbio é essencial para que a execução da prevenção a este tipo de crime tenha a devida efetividade”, esclareceu.

Por sua vez, o embaixador da União Europeia no Brasil, Ignacio Ybáñez, lembrou da necessidade da discussão do tema e da troca de experiências para a inserção da cooperação entre as instituições envolvidas na criação de políticas públicas. “O Brasil continua sendo um grande parceiro nosso. Acreditamos que iniciativas como esta são a base para implementação de respostas antidrogas bem-sucedidas”, ressaltou.

O secretário-executivo do MJSP, Tércio Tokano, destacou a importância do intercâmbio de informações. “A discussão tem o papel fundamental de incentivar parcerias e cooperações, além de contribuir, de forma mútua, no compartilhamento de conhecimentos acerca do tema. O nosso grande objetivo é a proteção da sociedade, famílias e crianças envolvidas neste tipo de crime”, acrescentou.

A programação dos dois dias de evento foi estruturada em palestras ministradas por representantes do MJSP (Polícia Federal, Secretaria Nacional de Segurança Pública, Secretaria de Operações Integradas, Polícia Rodoviária Federal, Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional e Secretaria Nacional de Políticas Sobres Drogas) e por especialistas do UNODC, da agência FRONTEX da União Europeia e das Redes antidrogas dos países de língua portuguesa e da Associação Ibero-americana de Ministérios Públicos.

O coordenador do CdE, Gabriel Andreuccetti, participou como painelista do debate Tráfico de Drogas durante a COVID-19 no Brasil: Dados e Estudos, com moderação do coordenador da Unidade de Estado de Direito do UNODC Brasil, Nivio Nascimento. Andreuccetti comentou o estudo sobre os efeitos da pandemia da COVID-19 no mercado de cocaína e outras drogas ilícitas no Brasil, que está sendo realizado em parceria com a Seção de Pesquisa e Análise de Tendências do UNODC em Viena.

Confira os temas das palestras e painéis:

  • O Programa CRIMJUST do UNODC;
  • Tendências Globais e Regionais sobre o Impacto da COVID-19 no Tráfico de Drogas, incluindo rotas tradicionais de tráfico de drogas;
  • Tráfico de Drogas durante a COVID-19 no Brasil: Dados e Estudos;
  • Medidas Restritivas de Trânsito e Apreensões nas Fronteira;
  • O Impacto da COVID-19 no Tráfico de Drogas via Darknet;
  • Cooperação Regional e Internacional – Ações Inovadoras de Resposta e Cooperação em relação à COVID-19;
  • Impacto Socioeconômico da COVID-19 e os Desafios para as Políticas sobre Drogas.

 

(Com informações do MJSP)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortugueseSpanish